4 DICAS PARA NÃO ERRAR NA COMPRA E NA INSTALAÇÃO DO AR-CONDICIONADO

Fique atento à capacidade de cada modelo e conte com a ajuda de um especialista antes de finalizar a compra

CompartilharAssine já!

Para vencer o calor carioca, o imóvel de cobertura ganhou um prático e eficiente sistema de ar condicionado embutido no teto (Foto: André Nazareth/Divulgação)

Para vencer o calor carioca, o imóvel de cobertura ganhou um prático e eficiente sistema de ar-condicionado embutido no teto (Foto: André Nazareth/Divulgação)

Verão, sol e piscina… Se durante o dia o calor é tudo que desejamos, à noite o sonho é deitar em uma cama fresquinha. Não à toa, essa é a época do ano que mais pessoas cogitam investir em um ar-condicionado. Para não errar na compra ou instalação, Thiago Dias, gerente de produto da área de Digital Appliance da Samsung Brasil, e a arquiteta Lucianne Korn dão algumas dicas para esfriar a temperatura da sua casa sem esquentar a cabeça.

1. Fique atento à capacidade do produto
O primeiro passo é saber qual a área que precisa ser resfriada pelo equipamento e se ela recebe sol apenas durante a manhã ou durante o dia todo. Isso irá determinar a potência que o ar-condicionado precisa ter. Para climatizar um ambiente de 20 m², por exemplo, é recomendado um equipamento de 12 mil BTU/hora. Vale lembrar que também é importante considerar o número de usuários do espaço, os demais aparelhos eletrônicos presentes no ambiente e fontes de calor.

inRead invented by Teads

+ LEIA MAIS | MANTENHA SUA CASA SEMPRE FRESCA SEM A NECESSIDADE DE AR-CONDICIONADO

2. Conte com o apoio de mão de obra especializada
Você não precisa lidar com todas essas variáveis sozinho. “Como arquiteta sempre sugiro a visita de um técnico, que saberá dizer qual o modelo ideal para cada ambiente e perfil de uso”, afirma Lucianne. Um especialista conseguirá dimensionar facilmente a capacidade do ar-condicionado de acordo com o tamanho do lugar e avaliar a quantidade de insolação, além de sanar outras dúvidas dos futuros usuários.

RECOMENDADO PARA VOCÊ

O ar condicionado vira item obrigatório neste calor (Foto: Victor Affaro/Casa e Jardim)

O ar-condicionado vira item obrigatório neste calor (Foto: Victor Affaro/Casa e Jardim)

3. Conheça a rede elétrica do local
Antes da compra e instalação do produto, ainda é preciso observar qual a tensão que o modelo escolhido necessita para entrar em funcionamento e qual a disponível no ambiente em que ele será instalado. “Os modelos Split, por exemplo, geralmente exigem uma tensão de 220V. Uma boa pedida é solicitar que um eletricista verifique a rede elétrica do local antes de partir para a instalação do produto”, recomenda Thiago.

+ LEIA MAIS | COMO ESCONDER FIOS, CABOS E AR-CONDICIONADO DA DECORAÇÃO

4. Escolha o melhor local para acomodação do aparelho
Aqui, técnica e estética precisam conversar. Para otimizar a refrigeração do espaço, o ideal é que o ar-condicionado seja o mais centralizado possível, mas sabemos que isso pode comprometer a decoração. Conhecendo a rede elétrica para saber o que é possível, o arquiteto pode determinar um lugar no recinto que o equipamento incomode menos aos olhos, mas ainda tenha sua função garantida. Evite superfícies com cortinas, persianas e demais elementos que possam impedir a circulação do ar.